Desemprego x Criatividade = negócio proprio

 Neste segundo semestre de 2016, o IBGE registrou a incrível marca de 11,6 milhões de brasileiros desempregados. Milhões de brasileiros procurando retornar ao mercado de trabalho, outros querendo iniciar seu primeiro emprego, porém, sem sucesso.

 É interessante mencionar que, um grande número de trabalhadores desempregados, são de pessoas que já estavam a um bom tempo em determinada empresa, porém, devido à instabilidade e recessão que o Brasil está passando, muitas empresas se veem obrigadas a reduzir custos, nesse momento os postos de trabalho são ameaçados. Em contra partida, outro motivo para o desemprego é exatamente a exploração que algumas empresas praticam. Como assim? Empresas se aproveitam do momento para dispensar funcionários que antes recebiam um alto salário (por sinal, justo), compatível com sua função, e contratam empregados para a mesma função, porém, com um salário menor. Muitos trabalhadores se submetem a isso devido ao medo causado pela falta de emprego. Triste situação!

Solução?

 Na busca de uma fonte de renda, brasileiros entram para o mercado informal, os chamados “bicos”. Uma grande maioria fazem isso apenas como um paliativo, esperando uma oportunidade de emprego de carteira assinada. Mas existem aqueles que encontram em tais momentos, uma excelente oportunidade para a independência financeira. Brasileiros que descobriram na informalidade trabalhista, o caminho para o próprio negócio.

História de sucesso

 Um nome bastante conhecido de alguém que usou uma situação adversa para “crescer”, foi David Portes.

 Em 1986, David de Mendonça Portes, veio do interior do Rio de Janeiro para a capital carioca em busca de uma oportunidade de emprego. Quando a indústria de produtos de limpeza em que ele trabalhava faliu, ele desempregado e sua esposa Maria de Fatima, que estava gravida, ficaram sem dinheiro para pagar o aluguel, a consequência foi: tiveram que morar na rua da Cidade Maravilhosa. Davíd e sua esposa passaram a morar na Rua Presidente Wilson.

 Quando sua mulher necessitou de um remédio que custava na época o equivalente a R$ 12,00, David pediu emprestado este dinheiro para o porteiro de um prédio da rua. No caminho para a farmácia, por impulso, David comprou em uma loja de atacado, uma caixa de doces. Quando ele retornou, sua esposa acreditou que ele havia enlouquecido. Dentro de uma hora ele havia vendido todos os doces e dobrado o dinheiro. Dali pra cá, David Portes se tornou referência em marketing motivacional.

A criatividade como alternativa

 Ser criativo, não significa necessariamente criar algo novo, inovador. Mas a criatividade muitas vezes está envolvida em pensar fora da caixa”. O que isto significa?

 “Pensar fora da caixa” significa pensar além do obvio, é ver uma determinada situação de um ângulo diferente, dando uma solução diversificada. A pessoa criativa não se contenta com padrões estabelecidos, mas procura formas diferentes de agir.

 Por exemplo, existem aqueles que se  sem um emprego de carteira registrada, acabam entrando em desespero. Reduzem a sua alto-estima, até mesmo se submetendo a outro trabalho que lhe pague menos, apenas pela aparente ilusão de “segurança” por ter um registro em carteira. Mas existem os “ousados”. Aqueles que, em primeiro lugar, são se subestimam, mas reconhecem seu valor, usam suas habilidades ou na maioria das vezes adquirem as habilidades necessárias para não se tornarem “mais um na fila dos desesperados”.

 Lembre-se do caso de David Portes: ele não criou nada novo. “Mas David Portes possui um talento especial para vendas”, talvez alguns pensam. Com certeza que sim, porém, se fosse algo exclusivo dele, o próprio David Portes não daria palestras motivacionais onde ele procura replicar em outros o desejo de mudança.

Veja bem: desejo de mudança. a pessoa tem que querer mudar.Se continua fazendo as mesmas coisas sempre, sempre terá os mesmos resultados.Essa é uma verdade antiga. 

 Portanto, se você está desempregado, procurando o primeiro emprego ou em busca de uma renda alternativa, use suas habilidades adquiridas ou procure desenvolver o necessário para seu sucesso. 

 Muitos brasileiros estão aprendendo uma nova atividade para driblar a crise, algumas delas são:

-Artesanato: existem vários tipos de artesanatos que podem ser aprendidas. O interessante que a internet possibilitou, não só a aprendizagem, mas também a venda de produtos de artesanato.

-Vendas diretas: vender algum produto por comissão. Muitos que passaram a trabalhar com vendas como um complemento de renda, devido aos bons resultados, adotaram como atividade principal.

-Prestação de serviços: jardinagem, pequenos consertos de alvenaria, elétrica, limpeza doméstica, limpador de piscina, dar aulas particulares, limpar carro a domicilio, manicure, pedicure, etc.

-Trabalho na internet:centenas de brasileiros estão mudando de vida com o e-commerce.O melhor de tudo que esta modalidade de trabalho não é apenas para "especialistas", mas para todos aqueles que desejam liberdade financeira.


Sendo assim, encerramos este artigo com o seguinte pensamento: “Nada muda se você não mudar. Você é o protagonista de sua vida”David Portes

Nenhum comentário:

Postar um comentário