Desemprego x Criatividade = negócio proprio

 Neste segundo semestre de 2016, o IBGE registrou a incrível marca de 11,6 milhões de brasileiros desempregados. Milhões de brasileiros procurando retornar ao mercado de trabalho, outros querendo iniciar seu primeiro emprego, porém, sem sucesso.

 É interessante mencionar que, um grande número de trabalhadores desempregados, são de pessoas que já estavam a um bom tempo em determinada empresa, porém, devido à instabilidade e recessão que o Brasil está passando, muitas empresas se veem obrigadas a reduzir custos, nesse momento os postos de trabalho são ameaçados. Em contra partida, outro motivo para o desemprego é exatamente a exploração que algumas empresas praticam. Como assim? Empresas se aproveitam do momento para dispensar funcionários que antes recebiam um alto salário (por sinal, justo), compatível com sua função, e contratam empregados para a mesma função, porém, com um salário menor. Muitos trabalhadores se submetem a isso devido ao medo causado pela falta de emprego. Triste situação!

Solução?

 Na busca de uma fonte de renda, brasileiros entram para o mercado informal, os chamados “bicos”. Uma grande maioria fazem isso apenas como um paliativo, esperando uma oportunidade de emprego de carteira assinada. Mas existem aqueles que encontram em tais momentos, uma excelente oportunidade para a independência financeira. Brasileiros que descobriram na informalidade trabalhista, o caminho para o próprio negócio.

História de sucesso

 Um nome bastante conhecido de alguém que usou uma situação adversa para “crescer”, foi David Portes.

 Em 1986, David de Mendonça Portes, veio do interior do Rio de Janeiro para a capital carioca em busca de uma oportunidade de emprego. Quando a indústria de produtos de limpeza em que ele trabalhava faliu, ele desempregado e sua esposa Maria de Fatima, que estava gravida, ficaram sem dinheiro para pagar o aluguel, a consequência foi: tiveram que morar na rua da Cidade Maravilhosa. Davíd e sua esposa passaram a morar na Rua Presidente Wilson.

 Quando sua mulher necessitou de um remédio que custava na época o equivalente a R$ 12,00, David pediu emprestado este dinheiro para o porteiro de um prédio da rua. No caminho para a farmácia, por impulso, David comprou em uma loja de atacado, uma caixa de doces. Quando ele retornou, sua esposa acreditou que ele havia enlouquecido. Dentro de uma hora ele havia vendido todos os doces e dobrado o dinheiro. Dali pra cá, David Portes se tornou referência em marketing motivacional.

A criatividade como alternativa

 Ser criativo, não significa necessariamente criar algo novo, inovador. Mas a criatividade muitas vezes está envolvida em pensar fora da caixa”. O que isto significa?

 “Pensar fora da caixa” significa pensar além do obvio, é ver uma determinada situação de um ângulo diferente, dando uma solução diversificada. A pessoa criativa não se contenta com padrões estabelecidos, mas procura formas diferentes de agir.

 Por exemplo, existem aqueles que se  sem um emprego de carteira registrada, acabam entrando em desespero. Reduzem a sua alto-estima, até mesmo se submetendo a outro trabalho que lhe pague menos, apenas pela aparente ilusão de “segurança” por ter um registro em carteira. Mas existem os “ousados”. Aqueles que, em primeiro lugar, são se subestimam, mas reconhecem seu valor, usam suas habilidades ou na maioria das vezes adquirem as habilidades necessárias para não se tornarem “mais um na fila dos desesperados”.

 Lembre-se do caso de David Portes: ele não criou nada novo. “Mas David Portes possui um talento especial para vendas”, talvez alguns pensam. Com certeza que sim, porém, se fosse algo exclusivo dele, o próprio David Portes não daria palestras motivacionais onde ele procura replicar em outros o desejo de mudança.

Veja bem: desejo de mudança. a pessoa tem que querer mudar.Se continua fazendo as mesmas coisas sempre, sempre terá os mesmos resultados.Essa é uma verdade antiga. 

 Portanto, se você está desempregado, procurando o primeiro emprego ou em busca de uma renda alternativa, use suas habilidades adquiridas ou procure desenvolver o necessário para seu sucesso. 

 Muitos brasileiros estão aprendendo uma nova atividade para driblar a crise, algumas delas são:

-Artesanato: existem vários tipos de artesanatos que podem ser aprendidas. O interessante que a internet possibilitou, não só a aprendizagem, mas também a venda de produtos de artesanato.

-Vendas diretas: vender algum produto por comissão. Muitos que passaram a trabalhar com vendas como um complemento de renda, devido aos bons resultados, adotaram como atividade principal.

-Prestação de serviços: jardinagem, pequenos consertos de alvenaria, elétrica, limpeza doméstica, limpador de piscina, dar aulas particulares, limpar carro a domicilio, manicure, pedicure, etc.

-Trabalho na internet:centenas de brasileiros estão mudando de vida com o e-commerce.O melhor de tudo que esta modalidade de trabalho não é apenas para "especialistas", mas para todos aqueles que desejam liberdade financeira.


Sendo assim, encerramos este artigo com o seguinte pensamento: “Nada muda se você não mudar. Você é o protagonista de sua vida”David Portes

“Ter o próprio negócio: solução ou ilusão?”

 “Infelizmente não vamos mais precisar de seus serviços”, “não estamos contratando”, essas são as frases mais temidas pelo trabalhador, porém, nos últimos meses o número daqueles que ouviram algo semelhante tem aumentado. Não é por menos que a taxa de desemprego atual tem sido a pior dos últimos 25 anos.


 O quadro piora quando somamos a este número aqueles que estão tentando o primeiro emprego de carteira registrada.Com a baixa oferta de postos de serviço, alta concorrência, uma grande maioria de novos trabalhadores se veem perdidos. Até mesmo as vagas de emprego que surgem podem ser uma armadilha: empresas se aproveitando da situação, contratam com baixos salários.

 Quais seriam as alternativas para quem deseja entrar pela primeira vez no mercado de trabalho ou voltar a ter um emprego?

Solução ou ilusão?

 O número de pessoas que tem trabalhado como autônomos aumentou devido à crise. Atualmente, o número de brasileiros autônomos ultrapassa os 21 milhões, segundo IBGE.

 Entre os que estão nesta situação, existem os que entraram por necessidade, outros foram por escolha própria, talvez tinham um trabalho de carteira registrada, porém, aproveitaram uma oportunidade de ser seu próprio patrão. E é exatamente este pensamento que atrai a muitos para criar um negócio próprio: ser seu próprio patrão, estabelecer seu horário de trabalho, além, é claro, de aumentar seus ganhos.

 Mas, como tudo na vida, existe os prós e contras: por um lado, ter um negócio próprio de oferece a oportunidade de ser o seu patrão, por outro, pode significar mais horas de trabalho. Talvez como empregado, a pessoa tenha uma função especifica, mas como dono de seu negócio, a pessoa provavelmente terá várias “funções”.

 Alguns trabalhadores que realizam algum tipo de atividade autônoma e o fazem por muito tempo, não procuram formalizar seu negócio, o principal fator disso é pensar nos impostos e encargos trabalhistas (se tiverem funcionários) que terão que arcar. Mas nem precisa dar detalhes que essa é uma má escolha para quem vive de um trabalho autônomo.

 Até por que existe a possibilidade do Microempreendedor Individual (MEI) que é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. O MEI também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. Além disso, o MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais.

 Assim, pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 45,00 (comércio ou indústria), R$ 49,00 (prestação de serviços) ou R$ 50,00 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.Com essas contribuições, o Microempreendedor Individual tem acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros. - FONTE: site Portal do empreendedor-MEI.

 Ao passo que o trabalhador formal recebe um valor pré-estabelecido, o dono do próprio negócio recebe de acordo com o potencial do seu ramo de negócio. Este é o principal fator motivador para que muitos deixem o trabalho formal e montem o próprio negócio, pois os lucros não se comparam com um assalariado.

“Ter ou não ter um negócio próprio? Eis a questão!”

 É obvio que para tudo nessa vida existe os prós e os contras. Abrir um negócio próprio não é diferente, tanto que os especialistas em empreendedorismo orientam a elaboração de um plano de negócio antes de tudo, pois esta ferramenta lhe dará uma ideia melhor do seu caminho, além do mais se faz necessário a busca de conhecimentos específicos, nesta questão o Sebrae tem oferecido por meio de seu site cursos gratuito para futuros empreendedores.

Cursos do Sebrae para empreendedores, clique aqui.

 Portanto, a pessoa deve medir a sua real necessidade ou não, de ter um negócio próprio. Pesar bem as vantagens e desvantagens, ter o equilíbrio, a perseverança necessárias para esta empreitada.

O importante é destacar que, segurança é apenas ilusão: muitos tem a ideia que um trabalho de carteira registrada lhes dará a instabilidade necessária, mas como estamos vendo, com a alta taxa de desemprego, que isto é apenas ilusão. Sendo que ter um negócio próprio exige bastante perseverança da pessoa, e poucos realmente estão dispostos a isso.

O mapa da mina



Abaixo alistamos ideias de negócios baratos que tem sido verdadeiros “mapa da mina” nestes tempos ruins. Confira e escolha o seu:








-Área de estética: neste caso, tudo que inclua a beleza e bem-estar do corpo.Pode ser salão de,cabeleireiro,manicure, pedicure, massagista, venda de cosméticos, academias, produtos para emagrecimento.




-Trabalho na internet: o e-commerce é um mercado em expansão no mundo. Pessoas tem feito fortunas vendendo produtos pela internet, seja produtos físicos ou produtos digitais. As redes sociais como Facebook, tem se tornado uma grande oportunidade para empreendedores atentos e dedicados.


-Vendas diretas: pode até parecer mentira, mas a venda feita de porta em porta, ainda tem sido uma bela opção.


-Prestação de serviços: jardinagem, limpadores de piscina, limpeza doméstica, limpeza de carro a domicilio, são alguns dos serviços que podem ser oferecidos.



"Mitos e verdades sobre a barriga!"

 “Tanquinho”, “barriga chapada”, “abdômen trincado”, “tabua de passar roupa”, esses são alguns dos apelidos dados aqueles que visivelmente se esforção em ter e manter um abdômen magro e definido. Por outro lado, temos vários “Senhor(a) Barrigas” espalhados por aí.


 O número dos que tem procurado auxilio para obter um abdômen definido tem crescido vertiginosamente. O motivo não é apenas estético, mas obviamente devido a melhora da saúde. É mais que comprovado como uma barriga “saliente” ou os famosos “pneuzinhos” influência de modo negativo a saúde de homens e mulheres, um importante fator de risco para o desenvolvimento de diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares.
 Porém, existem mitos contados sobre a “barriga” que ainda influenciam as pessoas na hora de escolher algum tipo de exercício ou alimentos para ajudar a perder a barriga ou simplesmente ideias equivocadas que são encaradas como verdade. Confira alguns mitos e verdades sobre a barriga:
-Mito 1 :“Exercícios abdominais acaba com a barriga!”Existem atualmente várias posições usadas para o exercícios no abdômen.Tais exercícios servem para fortalecer os músculos dessa região, não para perder gordura localizada.







-Mito 2: “Aparelhos elétricos para massagens ou vibratórios funcionam para definir o abdômen!” Em primeiro lugar, todo tipo de massagem, usando ou não aparelhos, não acabam com a gordura, apenas reduz medidas por meio da eliminação de líquidos. Sendo que, aparelhos que utilizam o método EMS ( electrical muscle stimulation) ou cinturões especiais, possuem pouca eficácia.




-Mito 3: “Cintas compressoras ou espartilhos diminuem a barriga”. Bem, nesse caso estas cintas só terão um efeito temporário, apenas para aquela festa ou evento que você pretende estar elegante, usar tais cintas compressoras por períodos prolongados poderá prejudicar até mesmo a postura da pessoa ou causar dores localizadas.





-Mito 4: “Barriga grande diminua o tamanho do pênis”.
A partir do momento em que o homem alcança a sua maturidade física, mesmo que o tamanho da barriga aumente, o tamanho do pênis continua igual. O que acontece na realidade é uma “ilusão de ótica”, ou seja, parece até piada mas a barriga grande cobre a visão do pênis, dando a impressão de pequeno, não que a barriga grande encolhe o tamanho do pênis.

-Mito 5: “Chá laxante e diuréticos ajudam a eliminar gordura e diminui o tamanho da barriga.” O que acontece na verdade com tais chás e diuréticos é a perda de líquidos quando a pessoa vai mais ao banheiro, não que eles eliminam gordura.Com a perda de liquido, a pessoa tem a falsa impressão de emagrecer, porém, ela terá que repor tais líquidos mais tarde.








Conclusão

 Observamos que por si só, exercícios abdominais, chás, dietas ou até mesmo cirurgias, como a lipoaspiração, não resolvem sozinhos o desejo da pessoa em ter a “barriga perfeita”.

 Na realidade deve haver um conjunto de ações para ter e manter um abdômen saudável, livre de excesso de gordura. Portanto, é muito importante que a pessoa esteja ciente dos recursos disponíveis, dando prioridade para aqueles que realmente são eficientes, não acreditando em fórmulas mágicas que prometem solução da noite para o dia, estes simplesmente não existem, o que existe é esforço e perseverança para aqueles que desejam ter uma qualidade de vida melhor e mais saudável.









"S.O.S Verão: Tratamentos para estrias."

 Estrias na pele é um dos grandes tormentos das mulheres. Porém, um dos períodos que elas mais se incomodam é no verão. Isso se dá por um motivo obvio: verão lembra calor, calor lembra praia, mar... e assim vai.

 Mesmo naqueles lugares no Brasil onde não há litoral, temos clubes, mais casas possuem sua piscina, homens e mulheres aproveitam o calor para usar pouca roupa, e é nesses momentos que muitos, inclusive homens se sentem desmotivados a aproveitar a estação de calor para se divertirem a vontade devido a essas marcas na pele que tanto incomodam.

Causas

 A causa das estrias não é novidade pra ninguém: o famoso efeito “sanfona”, engordar e emagrecer, obesidade, gravidez, tem sido apontados como as principais causa desta inflamação que surge na pele deixando cicatrizes que podem aparecer na cor branca, roxa e vermelha, embora não sejam as únicas causas (corticosteroides tópicos, orais ou injetáveis e anorexia nervosa também são causas de estrias). Os locais do corpo que elas mais aparecem são barriga, bumbum, coxas, seios.

Soluções

Como eliminar estrias? A medicina estética tem demonstrado grande eficiência em criar tratamentos para o combate de estrias. Alguns deles são:

-Micro pigmentação – Esta técnica é recomendada para as estrias brancas. Antes de uma semana já é possível observar as mudanças. O procedimento é simples. Após a anestesia local um pigmento é aplicado na região afetada, por intermédio de uma agulha fina, com a mesma tonalidade da pele. O efeito pode durar em torno de 5 anos.

-Combinação da Luz Intensa Pulsada + Ácido retinóico – O procedimento é mais indicado para as estrias vermelhas. Após a aplicação da luz intensa na região com estria o peeling com ácido retinóico é feito para que haja intensificação nos resultados. A técnica é útil na restauração dos tecidos cutâneos e são indicadas entre 3 e 6 sessões com intervalo de aproximadamente 30 dias entre cada uma destas.

-Carboxiterapia com peeling químico – Nesse método, o gás carbônico é injetado na camada profunda da pele para que a circulação sanguínea seja ativada. São recomendadas entre 3 e 5 sessões.

-Intradermoterapia – O procedimento estético é eficiente na diminuição das estrias. Na técnica ocorre a injeção de uma substância capaz de estimular a produção de colágeno na pele.

Bronzeamento esconde ou elimina as estrias? Com certeza não, tanto que pessoas de pele negra também sofrem com elas.

Como prevenir estrias durante e após a gravidez? Bem nestes casos não existe segredo: cuidar do peso que se adquiri durante a gravidez( não comprometendo a saúde da mãe e criança), fazer uso de cremes hidratantes nas áreas que mais aumentam durante a gravidez, são cuidados recomendados para as mulheres gravidas.

Existem remédios para as estrias? Remédios de uso oral não existem ainda (pelo menos até agora), porém, a indústria farmacológica tem lançado no mercado cremes e produtos para esfoliação da pele com uma boa eficácia no combate as estrias. Basta apenas, a pessoa saber escolher exatamente qual creme será melhor para seu tipo de estrias.

Existem soluções caseiras, para eliminar estrias naturalmente? Sim, existem. Por exemplo:

-Vitamina E – benéfica para a saúde da pele, poderá usar óleos ricos em vitamina E, como azeite de oliva, o óleo de soja, o óleo de avelã ou o óleo de rícino, bem como consumir alimentos que o possuem.

-A manteiga de cacau é uma gordura vegetal que favorece a hidratação da pele, ajudando na elasticidade da pele.

-Dois óleos bastante conhecidos são o óleo de rosa mosqueta e o óleo de amêndoas ambos contêm altas propriedades regenerantes.

-Sementes de uva e creme de abacate também atuam como tratamento para as estrias.

Cabe também dar destaque para a alimentação. Visto que engordar e emagrecer de forma abrupta também provoca estrias, seria muito importante ter um melhor controle com o peso corporal. Beber água suficiente, mantem o corpo hidratado e, consecutivamente, a pele.

E lembrando que iniciar determinado tratamento contra estrias assim que elas surgem, torna a sua eficácia melhor.












Curso Livre é uma modalidade de educação destinada a proporcionar ao estudante conhecimentos que permitam profissionalização, qualificação e atualização. 
Os cursos livres tem duração variável e não exigem escolaridade ou idade mínima para matrícula.

                                  “Vantagens do ensino a distância”
O ensino a distância pode ser a solução para quem quer crescer na profissão, mas não tem tempo de ir à escola.
Você faz os seus horários. Basta encontrar, na correria do dia a dia e de acordo com a sua agenda, os melhores momentos para se dedicar.                                                                                     
Principalmente com o surgimento da internet, estas vantagens se tornaram maiores. Pelo computador, notebook, tablet a comodidade é garantida:sem salas de aulas lotadas, você estuda no seu ritmo.
O melhor de tudo é que, quem faz um curso livre tem a possibilidade de incluir a experiência adquirida em seu currículo profissional.A própria lei brasileira dá amparo legal para que instituições que fornecem tais cursos, ofereçam certificados para seus alunos.
A Associação Brasileira de Educação a Distância - ABED, é uma sociedade científica, sem fins lucrativos, criada em 21 de junho de 1995 por um grupo de educadores interessados em novas tecnologias de aprendizagem e em educação a distância.

O blog "Curso FácilWeb" tem como objetivo fazer propaganda de cursos profissionalizantes, apostilas para concursos encontrado neste maravilhoso universo que é a internet, tudo que possa ajudar nossos visitantes a terem um ambiente que possibilite seu progresso pessoal e profissional.

                                        Sejam bem-vindo! 


Parceiros:

    iPED        Apostilas Solução - a solução para o seu concurso     SaúdeJá